OFERTA FORMATIVA

Ref. 1411 Inscrições abertas até 15-07-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: 31

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 6.0 horas

Início: 20-07-2024

Fim: 20-07-2024

Regime: Presencial

Local: Lab Center, Torres Vedras

Formador

António Carlos Gomes Cintrão Gonçalves

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014. 

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

CFETVL e Lab Center (Torres Vedras)

Enquadramento

Há uma necessidade premente, referenciada não só pela sociedade civil e empresarial mas também pela comunidade educativa em geral, de estimular a autonomia dos jovens, apelando ao seu sentido empreendedor, de auto-regulação e capacidade de decidir o que aprender, a que ritmo e quando. Esta necessidade é identificada em todas as idades e tem origem nas dificuldades que as famílias têm em contrariar a atitude passiva relacionada com o tempo excessivo que os jovens dedicam às redes sociais e jogos online. Nesta formação, considera-se que a existência de um espaço adaptado para a realização de projetos com recurso à fabricação digital, à prototipagem funcional e não funcional, contrariam essas atitudes e reforçam a proactividade. Acresce a esta necessidade, uma outra que visa estimular a cooperação, a colaboração e o desenvolvimento de competências relacionadas com o planeamento e a discussão estratégica nas abordagens à execução de projetos. Um terceiro aspeto está relacionado com a abertura da escola à comunidade e ao mundo empresarial, à vida das cidades, vilas e aldeias, promovendo a integração de outras ideias e a partilha de conhecimentos e recursos.

Objetivos

Objetivo 1: aumentar o conhecimento dos participantes sobre os diversas componentes dos espaços flexíveis de aprendizagem; Objetivo 2: desenvolver competências para projetar e implementar espaços flexíveis de aprendizagem diretamente relacionados com a fabricação digital; Objetivo 3: desenvolver competências de trabalho-projeto; Objetivo 4: promover a partilha, colaboração e a cooperação dos participantes com a comunidade em geral.

Conteúdos

Conhecimento dos participantes sobre os diversas componentes dos espaços flexíveis de aprendizagem; Competências para projetar e implementar espaços flexíveis de aprendizagem diretamente relacionados com a fabricação digital; Competências de trabalho-projeto; Partilha, colaboração e a cooperação dos participantes com a comunidade em geral.

Anexo(s)

Programa da ACD


Observações

Das 9h às 13h e das 14h às 16h

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 20-07-2024 (Sábado) 09:00 - 13:00 4:00 Presencial
2 20-07-2024 (Sábado) 14:00 - 16:00 2:00 Presencial

INSCREVER-ME

Não existem ações.

Ref. 1261 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121468/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 12.0 horas

Início: 15-06-2024

Fim: 22-06-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária Madeira Torres

Formador

MARIA TERESA ALVAREZ NUNES

Destinatários

Docentes dos Grupos 100 e 110

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Docentes dos Grupos 100 e 110. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Docentes dos Grupos 100 e 110.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

Em 2018, o Conselho da Europa considerou a eliminação dos estereótipos de género e do sexismo na educação como objetivo estratégico da sua Estratégia para a Igualdade de Género (2018-2023) porque os estereótipos de género (…) podem limitar o desenvolvimento do talento e das capacidades naturais de meninas e de meninos, de mulheres e de homens, as suas preferências e experiências educativas e profissionais, assim como as oportunidades que podem vir a ter ao longo da vida. A escola tem um papel crucial na preparação de crianças e adolescentes para uma vida pautada pela mudança dos modelos de comportamento alicerçados em preconceitos e práticas que traduzem a ideia de inferioridade ou de superioridade de um ou de outro sexo . A Educação para a Cidadania, prevista na ENEC, a par da transversalização da temática das relações sociais entre mulheres e homens e da abordagem da igualdade de género na educação, prevista na Estratégia Nacional para a Igualdade e a não Discriminação (ENIND), constituem, por sua vez instrumentos claros do entrosamento das políticas nacionais de educação e de igualdade de género. A escola, não só é um espaço de aprendizagens formais e informais, de vivência com o/a outro/a, como tem uma função insubstituível na construção de um conhecimento sobre o mundo e a humanidade emancipador quer para rapazes quer para raparigas.

Objetivos

1. Conhecimentos e tomar consciência das implicações da socialização de género e da ordem social de género na educação formal em contexto escolar; 2. Perspetivar a educação para a cidadania na ótica das relações sociais entre mulheres e homens 3. Compreender o cariz transversal da igualdade entre os sexos e seu entrosamento com as outras temáticas previstas na ENEC 4. Conceber estratégias e atividades pedagógicas e didáticas que promovam a igualdade social e interpessoal de rapazes/homens e raparigas/mulheres; 5. Utilizar diversas ferramentas e instrumentos de referência sobre a temática da Igualdade de Género em contexto escolar, adequando-as ao respetivo contexto profissional.

Conteúdos

1. Educação e ordem social de género (2h) 1.1. Conceitos básicos 1.2. Educação e socialização de género 2.4. Educação para a Cidadania: entre o transversal e o disciplinar - entrosamento da Igualdade de Género com as outras temáticas previstas na ENEC 2. Género e educação em contexto escolar (5h) 2.1. Espaços e ambientes escolares promotores da igualdade de género 2.3. Conhecimento e realidade social: áreas curriculares e (as)simetrias entre homens e mulheres 3. Práticas promotoras da igualdade entre rapazes e raparigas – hoje e amanhã (5h) 3.1. Os Guiões de Educação Género e Cidadania e a sua integração na prática docente e na organização escolar. 3.2. A concretização da educação para a cidadania a partir da igualdade de género, nos diferentes contextos escolares da atuação docente

Metodologias

A vertente presencial deste curso assumirá, num primeiro momento, um cariz teórico-prático, apoiado no debate e na reflexão crítica sobre situações concretas em torno das práticas da cidadania e da socialização de género. De cariz prático, o segundo momento centrar-se-á na análise dos Guiões de Educação Género e Cidadania e na sua aplicação na prática docente, em contexto pedagógico concreto.

Avaliação

A avaliação do/a formando/a prossupõe o seguinte: - a presença em, pelo menos, 2/3 do total de horas de formação; - a participação nas sessões de formação; - a realização do(s) trabalho(s) solicitado(s) pelo formador; - a produção individual de um relatório de reflexão crítica. A avaliação a atribuir aos formandos é expressa em classificação quantitativa, na escala de 1 a 10 valores. A escala de avaliação tem as seguintes menções: Excelente – de 9 a 10 valores; Muito Bom- de 8 a 8,9 valores; Bom – de 6,5 a 7,9 valores; Regular – de 5 a 6,4 valores; Insuficiente – de 1 a 4,9 valores.

Bibliografia

1. Cardona, Maria João (coord.), et al. (2015), Guião de Educação Género e Cidadania. Pré-escolar, Lisboa, CIG. Versão digital disponível em https://www.cig.gov.pt/wp-content/uploads/2018/07/398-15_Guiao_Pre-escolar_VERSAO_DIGITAL_NOVA.pdf Versão digital em inglês disponível em https://www.cig.gov.pt/pdf/2014/Education_Guide_Pre_school.pdf2. Cardona, Maria João (coord.), et al. (2015), Guião de Educação Género e Cidadania. 1º ciclo, Lisboa, CIG. Versão digital disponível em https://www.cig.gov.pt/wp-content/uploads/2018/07/400-15_Guiao_1Ciclo_VERSAO_DIGITAL_NOVA.pdf3. Pomar, Clarinda (coord.), et al. (2012), Guião de Educação Género e Cidadania. 2º ciclo, Lisboa, CIG. Versão digital disponível em https://www.cig.gov.pt/wp-content/uploads/2013/12/guiao_educa_2ciclo.pdf4. Pinto, Teresa (coord.), et al. (2015), Guião de Educação Género e Cidadania. 3º ciclo, Lisboa, CIG. Versão digital disponível em https://www.cig.gov.pt/wp-content/uploads/2018/07/734-15_3Ciclo_Versao_Digital_Final_NOVA.pdf Versão digital em inglês disponível em5. Vieira, Cristina Coimbra (coord.), et al. (2017), Conhecimento, Género Cidadania no Ensino Secundário, Lisboa, CIG [em linha] disponível em https://www.cig.gov.pt/wp-content/uploads/2018/01/Conhecimento_Genero_e_Cidadania_Ensino_Secundario_Versao_Digital.pdf (consultado em 11 de junho 2019).


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 15-06-2024 (Sábado) 10:00 - 13:00 3:00 Presencial
2 15-06-2024 (Sábado) 14:00 - 17:00 3:00 Presencial
3 22-06-2024 (Sábado) 10:00 - 13:00 3:00 Presencial
4 22-06-2024 (Sábado) 14:00 - 17:00 3:00 Presencial

Ref. 1451 Em avaliação

Registo de acreditação: 25

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 4.0 horas

Início: 12-06-2024

Fim: 12-06-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Mãos na Terra, Turcifal

Formador

Carla Patricia Duarte Ferreira

Destinatários

Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo;

Releva

Despacho n.º 5741/2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014. 

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

CFETVL e Municipio de Torres Vedras

Enquadramento

No presente workshop pretende-se conduzir os educadores/professores a uma vivência teórico-prática onde é assinalada a importância do reconhecimento de como se sentem quando o exterior é o contexto privilegiado de aprendizagem. Pretende-se criar ferramentas didáticas com elementos naturais que potenciem a aprendizagem de forma criativa e de acordo com as estações do ano.

Conteúdos

Dinâmicas vivenciais de apresentação; Atividades práticas de autoconsciência emocional em meio outdoor; Jogos de cooperação; Gestão de conflito; Construção de jogos didáticos


Observações

Das 16h às 20h.

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 12-06-2024 (Quarta-feira) 16:00 - 20:00 4:00 Presencial

Ref. 1321 Em avaliação

Registo de acreditação: 29

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 06-06-2024

Fim: 06-06-2024

Regime: e-learning

Local: online

Formador

Louise dos Santos Lima

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

CFETVL e Municipio de Torres Vedras

Enquadramento

O Decreto-Lei n.º 55/2018, de 6 de julho, desafia-nos para uma organização do trabalho pedagógico em coerência com o que preconiza o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória. Situa-se aqui a justificação desta Ação de Curta Duração, uma vez que a atividade docente assenta na “autonomia para conceber, implementar e avaliar os projetos em que se envolve” (Lima, 2020, p. 68). Por isso, propomos um espaço formativo para a reflexão sobre a reconfiguração do trabalho docente, alinhado com os princípios da Autonomia e Flexibilidade Curricular; articulado à gestão pedagógica por meio de metodologias que promovem aprendizagens ativas. Assim, apresentaremos, com base no documento o Perfil dos Alunos à saída da escolaridade obrigatória, propostas, dentre tantas, de ação pedagógica, que se justificam pela mobilização de recursos didáticos, estratégias e métodos diversificados.

Objetivos

Propor um espaço formativo para a reflexão sobre a reconfiguração do trabalho docente, alinhado com os princípios da Autonomia e Flexibilidade Curricular, articulado à gestão pedagógica por meio de metodologias que promovem aprendizagens ativas. Apresentar, com base no documento o Perfil dos Alunos à saída da escolaridade obrigatória, propostas, dentre tantas, de ação pedagógica, que se justificam pela mobilização de recursos didáticos, estratégias e métodos diversificados.

Conteúdos

- A aprendizagem e sua relação com as práticas de ensino e avaliação; - Metodologia para ensinar, aprender e avaliar com vista à promoção de aprendizagens culturalmente significativas e humanamente empoderadoras

Anexo(s)

Programa da ACD


Observações

O número mínimo de inscrições é de 10 participantes

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 06-06-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona

Ref. 1441 Em avaliação

Registo de acreditação: 32

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 24-05-2024

Fim: 24-05-2024

Regime: Presencial

Local: Sala Polivalente da Escola Secundária Henriques Nogueira

Formador

Ricardo Nuno Lopes Cruz Ferreira

Dalila Maria Teixeira Milheiro

Destinatários

Prioridade para os docentes do Departamento Curricular de Línguas do Agrupamento de Escolas Henriques Nogueira. Inscrições para o Grupo 300 dos restantes AE associados ao CFETVL.

Exclusivo para formandos dos Agrupamentos associados ao CFAE

Releva

Despacho n.º 5741/2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014. 

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

CFETVL e Porto Editora

Enquadramento

Atualização pedagógica: Resposta à evolução tecnológica com a integração de inteligência artificial na didática, apoiando os professores na renovação das suas estratégias de ensino para acompanhar as expectativas atuais da educação. Desenvolvimento da prática docente: A emergência da IAG no auxílio da pre-paração de aulas e na avaliação, otimizando o tempo do docente e potenciali-zando o desenvolvimento de competências digitais, essenciais na comunicação eficaz com alunos e encarregados de educação. Personalização do ensino e inclusão: A necessidade da utilização em contexto didático da IAG para desenvolver recursos didáticos personalizados que se ajus-tem aos diversos ritmos e estilos de aprendizagem dos alunos, promovendo a inclusão e fornecendo apoio diferenciado. Metacognição e feedback: A utilização de sistemas de IAG para estimular nos alunos a autoanálise do processo de aprendizagem e para providenciar feedback imediato, contribuindo para uma aprendizagem autónoma e consciente nos dife-rentes domínios da disciplina de Português. Abordagem expositiva e interativa, combinando apresentações com discussões em grupo e atividades práticas. Com o foco na aplicação de conceitos de IAG em contextos reais de ensino, incentiva-se os formandos a refletirem sobre a integração desta tecnologia nas suas práticas.

Objetivos

Capacitar os professores das potencialidades da IAG. • Divulgar metodologias e estratégias de ensino e aprendizagem com recurso à IAG, facilitadoras do sucesso escolar. • Promover a aprendizagem contínua e colaborativa com o uso da IAG. • Explorar a utilização de aplicações de IAG na didática da disciplina de Português, no âmbito dos domínios da oralidade, leitura, educação literária, escrita e gramática. • Capacitar professores a integrar aplicações de IA na preparação e condução das aulas, promovendo uma aprendizagem mais interativa e personalizada. • Fomentar a reflexão sobre as implicações éticas e pedagógicas do uso de IA na educação.

Conteúdos

1. Introdução à IAG na educação: Panorama das ferramentas de IA e seu potencial didático. 2. Exploração de exemplos: Situações práticas de utilização da IAG, no âmbito dos vários domínios da disciplina de Português: a. Oralidade – compreensão: transcrição automática de textos; síntese de discursos; b. Oralidade – expressão: criação de guiões a partir de textos prévios. c. Leitura e Educação Literária: Análise de textos, conceção de questionários de interpretação com soluções. d. Escrita: Redação de textos de acordo com as marcas de género; estratégias de didatização. e. Gramática: Conceção de exercícios adaptados. 3. Criação de materiais didáticos: a. rubricas b. instrumentos de avaliação com acomodações curriculares. 4. Estratégias didáticas: propostas didáticas de utilização da IAG em contexto de sala de aula, no âmbito da disciplina de Português. 5. Questões éticas: o viés do algoritmo; o plágio e a apropriação de conteúdos – estratégias de superação.


Observações

Bibliografia: Cibotto, R. A. G., & Oliveira, R. M. M. A. (2017). TPACK – Conhecimento Tecnológico e Pedagógico do Conteúdo: Uma Revisão Teórica. Imagens da Educação, 7(2), 11–23. https://doi.org/10.4025/imagenseduc.v7i2.34615 Gašević, D., Siemens, G., & Sadiq, S. (2023). Empowering learners for the age of artificial intelligence. Computers and Education: Artificial Intelligence, 4, 100130. https://doi.org/10.1016/j.caeai.2023.100130 Mollick, E. (2023, 25 de setembro). Student Use Cases for AI. Harvard Busi-ness Publishing. https://hbsp.harvard.edu/inspiring-minds/student-use-cases-for-ai?utm_source=substack&utm_medium=email Moura, A., & Carvalho, A. A. (2023). Literacia de Prompts para Potenciar o Uso da Inteligência Artificial na Educação. RE@D - Revista de Educação a Distância e Elearning, 6(2), 1-26. https://doi.org/10.34627/REDVOL6ISS2E202308 Roldão, M. do Céu. (2009). Estratégias de ensino: O saber e o agir do profes-sor. Fundação Manuel Leão. Schmarzo, B. (2023). AI & Data Literacy—Empowering Citizens of Data Sci-ence. Packt Publishing.

Horário: 16:00 às 19:00

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 24-05-2024 (Sexta-feira) 16:00 - 19:00 3:00 Presencial

Ref. 1311 Em avaliação

Registo de acreditação: 28

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 23-05-2024

Fim: 23-05-2024

Regime: e-learning

Local: online

Formador

Daniela Ferreira

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014. 

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

CFETVL e Municipio de Torres Vedras

Enquadramento

O enquadramento legal da educação inclusiva e as orientações sobre a recuperação das aprendizagens constituem um enorme desafio para novas práticas inclusivas em sala de aula, bem como novas metodologias que promovam as aprendizagens de todos os alunos. A diversidade que caracteriza as nossas escolas desafia-nos a olhar para a inclusão numa perspetiva macro, mas sem esquecer a importância de uma ação contextualizada e até individualizada, em alguns casos.

Objetivos

Esta ACD pretende estimular a reflexão sobre os desafios que se colocam às escolas na adequação e preparação de situações de aprendizagem que sejam promotoras da aprendizagem de todos e todas as crianças e jovens.

Conteúdos

Inclusão: Do 3/2008 ao 54/2018 Abordagem Multinível Medidas de Suporto e Apoio à Aprendizagem e Inclusão; Diferenciação Pedagógica Desenho Universal para a Aprendizagem Oportunidade para perguntas e respostas dos formandos.

Anexo(s)

Programa da ACD


Observações

Daniela Ferreira é Investigadora do Centro de Investigação e Intervenção Educativas (CIIE) da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) e Professora no Ensino Superior (FPCEUP e ESE-IPVC). É doutorada em Ciências da Educação e está a fazer o Pós-Doutoramento na área das Lideranças Pedagógicas numa parceria entre a FPCEUP e a Faculdade de Ciências da Educação da Universidade de Granada, Espanha. Integra a coordenação do Observatório de Vida das Escolas (OBVIE) e da comunidade de prática de investigação "Ensino e Inovação Pedagógica", do CIIE-FPCEUP. É consultora de escolas, nomeadamente escolas TEIP, PPIP e com Planos de Inovação, e municípios nas áreas da inclusão, da inovação e da avaliação das aprendizagens. É Perita na Avaliação Externa das Escolas pela Inspeção Geral da Educação e participa em diversas conferências internacionais.

O número mínimo de inscrições é de 10 participantes

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 23-05-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona

Ref. 1421 Em avaliação

Registo de acreditação: 24

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 4.0 horas

Início: 16-05-2024

Fim: 16-05-2024

Regime: Presencial

Local: Biblioteca Municipal da Lourinhã

Formador

Joana Rita Sousa

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014. 

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Escolas de Torres Vedras e Lourinhã

Enquadramento

A presente formação visa proporcionar às pessoas participantes um encontro entre os livros e as perguntas. Pretendemos criar um espaço e um tempo de prática do pensamento crítico e criativo, bem como do pensamento colaborativo. Consideremos que a presente ACD pode constituir-se como um momento de inspiração para que as pessoas participantes possam criar momentos de geração de perguntas, a partir de livros, na sua prática diária. Inserida no Festival Livros a Oeste – Festival do Leitor, pretende proporcionar à comunidade escolar e local um momento de conhecimento, valorizando um trabalho ativo nas literacias.

Conteúdos

- [O quê] O que são livros perguntadores? - [Porquê] As perguntas importam? - [Como] Como fazer perguntas aos livros? Como fazer perguntas a partir dos livros? - Exercícios geradores de perguntas.

Anexo(s)

Programa da ACD


Observações

Das 15h30 às 19h30m

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 16-05-2024 (Quinta-feira) 15:30 - 19:30 4:00 Presencial

Ref. 1381 Em avaliação

Registo de acreditação: 30

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 08-05-2024

Fim: 08-05-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária Madeira Torres - sala 233

Formador

Niki Paterianaki

Ana Nunes

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014. 

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Escolas de Torres Vedras e Lourinhã

Enquadramento

A educação para a sustentabilidade é baseada na educação integrada para adoção e mudança de atitudes e comportamentos para com o ambiente, os direitos humanos, a justiça social e a equidade inter e intrageracional. Desta forma, torna-se urgente formar e fornecer aos professores do ensino formal, ferramentas para que possam colocar em prática na sua atividade profissional a Educação para o Desenvolvimento Sustentável. O principal objetivo desta ação é partilhar as ferramentas transmitidas no curso Erasmus+ em Praga com o objetivo de aprender a elaborar um plano de implementação de um projeto de Educação para a Sustentabilidade, que poderá ser aplicado em contexto educativo com os alunos, estimulando a sua aprendizagem e permitindo colocar na prática ações para alterar comportamentos pró-ambientais e para a sustentabilidade.

Conteúdos

• Identificar e debater a relevância dos principais conceitos associados ao desenvolvimento sustentável e educação para o desenvolvimento sustentável e as recomendações, políticas e estratégias internacionais e nacionais na área; • Caracterizar os principais eixos de atuação em educação para a sustentabilidade em qualquer contexto formal e não formal e nível de educação/ formação; • Aprender como desenvolver uma proposta para um projeto de educação para a sustentabilidade.

Anexo(s)

Programa da ACD


Observações

Formadora : Niki Paterianaki e Ana Nunes Duração: das 14h30 às 17h30m

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 08-05-2024 (Quarta-feira) 14:30 - 17:30 3:00 Presencial

Ref. 1301 Em avaliação

Registo de acreditação: 27

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 06-05-2024

Fim: 06-05-2024

Regime: e-learning

Local: online

Formador

Mónica Cristina Nogueira Soares

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014. 

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

CFETVL e Municipio de Torres Vedras

Enquadramento

No contexto da escola atual, os desafios com os quais as crianças e jovens têm de lidar, são diversos e complexos. O ritmo de vida frenético, reflete-se muitas vezes em comportamentos de impulsividade e em dificuldades em lidar com emoções como a frustração, a raiva e o tédio. Estas características frequentemente manifestam-se em comportamentos disruptivos que afetam não apenas o ambiente educativo, mas também as relações e o desempenho académico. É importantes reconhecer que os dispositivos de participação, por exemplo através das assembleias, podem desempenhar um papel significativo na promoção do bem-estar dos alunos e na construção de uma comunidade educativa saudável. Os dispositivos de participação revelam-se uma oportunidade para compreender e abordar proativamente os comportamentos disruptivos e, por conseguinte, contribuir significativamente para melhorar a qualidade das relações dentro da comunidade escolar, facilitando o processo de ensinoaprendizagem e promovendo o sucesso educativo de todos os envolvidos.

Objetivos

Esta ACD tem como objetivo sensibilizar os educadores e docentes a utilizar as assembleias como uma ferramenta eficaz para abordar os desafios comportamentais dos alunos de modo a promover um ambiente de aprendizagem positivo e colaborativo.

Conteúdos

1) Problemas de comportamento vs Perturbações de comportamento 2) Como funciona o comportamento humano? 3) Dispositivos de participação 4) As assembleias em contexto educativo

Anexo(s)

Programa da ACD


Observações

Mónica Soares é Psicóloga, docente no ensino superior, investigadora, mediadora escolar e familiar e educadora emocional e parental, atuando desde 2006 na área da psicologia e da educação. É doutorada em psicologia com uma investigação na área da conflitualidade e violência nas escolas e é membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, sendo reconhecida pela mesma como Especialista em Psicologia da Educação e Psicologia Clínica e da Saúde. É pós-graduada em Psicologia nos Centros de Saúde e em Mediação de Conflitos em Contexto Escolar e possui certificações internacionais em Kids e Teen Coaching e em Educação Emocional de crianças e jovens, tendo também formação de Profiler. Faz parte Centro de Investigação em Psicologia para o Desenvolvimento (CIPD) na qualidade de investigadora integrada, colaborando também com o grupo de investigação Comunidade Prática de Ensino e Inovação Pedagógica (FPCEUP) e com a Unidade de Investigação em Desenvolvimento Humano e Psicologia (UNIDEP). Enquanto formadora, certificada pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional, pelo Conselho Científico Pedagógico da Formação Contínua e pela Direção Geral da Administração Escolar, tem lecionado diversas formações para docentes e outros públicos-alvo no âmbito da psicologia, das competências socioemocionais, da gestão e mediação de conflitos e da prevenção da violência. É autora de vários artigos científicos em revistas nacionais e internacionais, participou em conferências internacionais e nacionais e integrou diversas comissões científicas e organizações de eventos.

O número mínimo de inscrições é de 10 participantes

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 06-05-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona

Ref. 1241 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121262/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 17-04-2024

Fim: 29-05-2024

Regime: e-learning

Local: None

Formador

Ana Margarida de Sá Machado Simões Dias de Oliveira Soares

Destinatários

Professores dos grupos 230, 500 e 510

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos 230, 500 e 510. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos 230, 500 e 510.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Escolas de Torres Vedras e Lourinhã

Enquadramento

Este curso é de iniciação, onde serão dados os primeiros dos primeiros passos na linguagem de programação Python. É um curso destinado a professores que querem começar a programar para que possam passar para os alunos o pensamento computacional tão necessário e útil nos dias de hoje. Nas Aprendizagens Essenciais de Matemática A, podemos encontrar referencia a este tema “Desde o início do ensino secundário, a tecnologia deve ser usada de forma crítica e inteligente contribuindo para o desenvolvimento de novas competências associadas à área da programação que, nalguns países, estão já integradas nos programas de Matemática” (ME, 2018, p.3). A Matemática e a Física podem ganhar uma nova dinâmica ao utilizar a programação Python. Ao programar, os alunos podem aplicar noções adquiridas na sala de aula, transformar os conteúdos e ter um produto final que podem utilizar sempre que houver necessidade. A linguagem Python é muito utilizada e há que capacitar os docentes para novos desafios que se avizinham.

Objetivos

Conhecer a programação Python existente na calculadora; Criar pequenos programas com conteúdos das disciplinas de Matemática e Física – Química; Detectar erros nos programas; Conhecer os comandos básicos na programação Python.

Conteúdos

• Apresentação da formação e dos critérios de avaliação. Definição do modo de trabalho e dos de cronograma de entrega de trabalhos e relatório. • Utilização do Menu Python. • Criar programas em Python. • Resolução e elaboração de tarefas. • Apresentação dos trabalhos. • Reflexão acerca do trabalho desenvolvido ao longo da ação. • Avaliação da ação.

Metodologias

Sessões de trabalho teóricas com uma componente prática (sessões síncronas) e sessões assíncronas para realização de tarefas, estando previstas 11 horas síncronas e 14 horas assíncronas, sendo 2 horas de apresentação dos trabalhos e reflexão sobre a ação de formação.

Avaliação

A avaliação dos formandos terá por base a qualidade e adequação dos materiais pedagógicos produzidos e um relatório de reflexão individual. Em consonância com o Regulamento do CCPFC, de 9 de maio de 2016, a todos os formandos que completem a ação será atribuída uma classificação de acordo com a seguinte escala: Excelente - de 9 a 10 valores; Muito Bom - de 8 a 8,9 valores; Bom - de 6,5 a 7,9 valores; Regular - de 5 a 6,4 valores; Insuficiente - de 1 a 4,9 valores.

Bibliografia

Ministério da Educação [ME] (2018). Aprendizagens Essenciais – Matemática A. Disponíveis em https://www.dge.mec.pt/aprendizagens-essenciais-ensino-secundarioMELO, wendel (agosto 2020). IUP – Introdução ao Universo da Programação com Python. Disponível em http://www.facom.ufu.br/~wendelmelo/meu_material/introducao_programacao_python_wendel_melo.pdfSEVERANCE, Charles R. (Jan 2020). Python para todos. Disponível em http://do1.dr-chuck.com/pythonlearn/PT_br/pythonlearn.pdfMARCONDES, GuilhermeA. Barucke (2018).– Matemática com Python: Um guia prático. Novatec Editora. São Paulo.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 17-04-2024 (Quarta-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Online síncrona
2 24-04-2024 (Quarta-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Online síncrona
3 08-05-2024 (Quarta-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Online síncrona
4 15-05-2024 (Quarta-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Online síncrona
5 22-05-2024 (Quarta-feira) 17:30 - 18:30 1:00 Online síncrona
6 11-06-2024 (Terça-feira) 18:00 - 20:00 2:00 Online síncrona

Ref. 1401 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116861/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 09-04-2024

Fim: 11-06-2024

Regime: b-learning

Local: Escola Secundária Madeira Torres - sala 315

Formador

Rita Helena Alves Peixoto

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 4840/2023, publicado a 21 de abril de 2023 a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as competências digitais dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 3) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Pretende-se desenvolver com os docentes de nível 3 (C1/C2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e de processos que lhes permita potenciar as suas competências digitais na promoção de estratégias e ações inovadoras na comunidade educativa. São objetivos específicos: - formular estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras das CD dos docentes e alunos; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - promover o desenvolvimento de ações que contribuam para os Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das suas escolas; - promover e estimular a reflexão, a partilha e a utilização crítica das tecnologias digitais em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1 e 2. - Exploração de documentos de enquadramento das políticas educativas. (2 horas) - Discussão, renovação e inovação na prática profissional. (3 horas) - Reflexão em torno de conceitos relacionados com escolas, professores e alunos digitalmente competentes. (4 horas) - Utilização das tecnologias digitais na colaboração e inovação pedagógica ao serviço da comunidade educativa. (4 horas) - Estratégias e metodologias relacionadas com o desenvolvimento curricular através de ambientes e ferramentas digitais. (4 horas) - Estratégias digitais de caráter científico-pedagógico promotoras do desenvolvimento profissional dos docentes. (4 horas) - Planeamento de atividades didático-pedagógicas promotoras do desenvolvimento da competência digital dos alunos. (4 horas) - Conceção de Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital: conceitos, metodologias de desenvolvimento, implementação, monitorização, avaliação. (4 horas)

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htmComissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=ENEU Science Hub (2018). Self-reflection tool for digitally capable schools (SELFIE). Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/digcomporg/selfie-toolLucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora.Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 09-04-2024 (Terça-feira) 18:00 - 20:30 2:30 Presencial
2 16-04-2024 (Terça-feira) 18:00 - 20:30 2:30 Presencial
3 23-04-2024 (Terça-feira) 18:00 - 20:30 2:30 Presencial
4 30-04-2024 (Terça-feira) 18:00 - 20:30 2:30 Online síncrona
5 07-05-2024 (Terça-feira) 18:00 - 20:30 2:30 Presencial
6 14-05-2024 (Terça-feira) 18:00 - 20:30 2:30 Online síncrona
7 21-05-2024 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
8 28-05-2024 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
9 11-06-2024 (Terça-feira) 18:00 - 22:00 4:00 Presencial

Ref. 1251 Concluída

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121143/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 17-05-2024

Fim: 25-05-2024

Regime: Presencial

Local: ESMT; EBS Gonçalo/Pav. e Serra Montejunto/Peniche

Formador

Pedro Nuno Correia de Matos

Hugo Alberto Nunes Fidalgo

Destinatários

Professores dos grupos de recrutamento 260 e 620

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos de recrutamento 260 e 620. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos de recrutamento 260 e 620.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

De acordo com a tendência geral da população mundial, verifica-se cada vez mais a procura de atividades de ar livre e de contato direto com a Natureza. Assim, a necessidade e a curiosidade de atingir locais de difícil acesso e explorar montanhas de relevo imponente obrigaram o Homem a desenvolver técnicas e equipamentos que viabilizassem esses intentos. Sendo o Montanhismo uma das modalidades constituintes dos programas curriculares de Educação Física, procura-se através da modalidade Escalada proporcionar uma prática desportiva alternativa e, por outro lado, dinamizar ações motoras distintas das convencionais. No que respeita ao ensino, pretende-se: Formação contínua dos Docentes (atualização e aperfeiçoamento científico e/ou melhoria das práticas de ensino aprendizagem, seja por efeitos de actualização ou aperfeiçomento das didácticas específicas);Desenvolvimento dos conteúdos programáticos das matérias alternativas;Existência de grupo/equipa de Desporto Escolar de Multiatividades de Ar Livre ou Escalada Desportiva;Interesse manifestado pelos alunos das escolas nas atividades de outdoor; Inovação das técnicas/procedimentos e equipamentos utilizados para a prática dos Desportos de Aventura.

Objetivos

Conhecer técnicas de ascensão em segurança;Conhecer equipamentos adequados à prática;Avaliar os riscos e tomar medidas para minimizar os mesmos;Dinamizar uma aula de Educação Física abordando os conteúdos da escalada;Aplicar uma Unidade Didática da modalidade escalada;Executar corretamente os nós utilizados na escalada;Conhecer técnicas de descida;Executar autossegurança;Executar escalada à frente (como 1.º de cordada).

Conteúdos

CAPÍTULO I - 2 horas – teóricas:Enquadramento histórico;Tipos de Escalada;Distinção entre escalada clássica e desportiva;Entidades que tutelam a prática;Desporto Natureza: impactos e sustentabilidade;Didáctica da Escalada: Estruturação dos conteúdos – progressões pedagógicas;Proposta de Unidade Didáctica.CAPÍTULO II - 3 horas – teorico-práticas:Equipamentos;Cordas - Dinâmicas e semi-estáticas (composição e utilização específica);E.P.I.s – Equipamentos de protecção individual;Manutenção e longevidade dos equipamentos;Técnicas de progressão;Top-rope (molinete); Regra dos três apoios;Técnicas de segurança e avaliação de risco;Técnica de Descida (Rappel);Ancoragens;Nós específicos da escalada;Avaliação Teórica.CAPÍTULO III - 5 horas – práticas:Ascensão em Rocódromo;Sistema de Bloco (boulder);Técnica em Top-rope; Segurança prestada ao escalador.CAPÍTULO IV - 5 horas – práticas:Autosegurança, autoresgate e evacuação;Rapel (instalação e técnica de descida).CAPÍTULO V - 5 horas – práticas:Ascensão em Rocha;Seleção de vias;Croqui de vias e graduação de dificuldade;Escalada em rocha; Rapel (instalação e técnica de descida) em Rocha.CAPÍTULO VI - 5 horas – práticas:Ascensão com escalada à frente (1.º de cordada a abrir a via); Escalada com segurança de baixo colocando pontos de ancoragem intermédios;Avaliação Prática.

Metodologias

I – Teórica ( ministrado em sala de aula ) I I – Teórica + teorico-prática ( ministrado em sala de aula ) III – Teorico-prática + prática ( ministrado em Rocódromo - Parede de escalada artificial ) IV – Prática ( ministrado em Parede de escalada artificial ) V – Prática ( ministrado no exterior – Rocha – Montejunto) VI – Prática ( ministrado em Parede de escalada artificial )

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final elaborado pelos formandos.

Bibliografia

Manual de boas práticas na Escalada em Rocha (https://issuu.com/sitiodolivro/docs/preview_47c20d5be12eb0)Desporto Escolar (desportoescolar.dge.mec.pt)


Observações

Dia 17 - Escola Secundária Madeira Torres - sala 233 (junto ao Centro de Formação) Dia 18 - Pavilhão da Escola Básica S. Gonçalo (junto ao Lidl) Dia 24 - Escola Secundária Madeira Torres - sala 233 (junto ao Centro de Formação) Dia 25 - Serra de Montejunto

ESMT; EBS Gonçalo/Pav. e Serra Montejunto/Peniche Dia 17 - Escola Secundária Madeira Torres - sala 233 (junto ao Centro de Formação) Dia 18 - Pavilhão da Escola Básica S. Gonçalo (junto ao Lidl) Dia 24 - Escola Secundária Madeira Torres - sala 233 (junto ao Centro de Formação) Dia 25 - Serra de Montejunto

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 17-05-2024 (Sexta-feira) 18:35 - 22:35 4:00 Presencial
2 18-05-2024 (Sábado) 09:00 - 13:00 4:00 Presencial
3 18-05-2024 (Sábado) 14:00 - 18:00 4:00 Presencial
4 24-05-2024 (Sexta-feira) 18:35 - 22:35 4:00 Presencial
5 25-05-2024 (Sábado) 09:00 - 13:00 4:00 Presencial
6 25-05-2024 (Sábado) 14:00 - 18:00 4:00 Presencial
7 25-05-2024 (Sábado) 18:00 - 19:00 1:00 Online síncrona

Ref. 1431 Concluída

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-124683/24

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 12.0 horas

Início: 10-05-2024

Fim: 11-05-2024

Regime: Presencial

Local: Auditório Paços Concelho (10 e 11/05)-Largo S. Pedro (11/05)

Formador

Carlos Guardado da Silva

Célia Reis

Destinatários

Professores dos grupos 100, 110, 200, 210, 220, 240, 250, 290, 300, 400, 410, 420, 430, 600, 610, 910, 920, 930

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos 100, 110, 200, 210, 220, 240, 250, 290, 300, 400, 410, 420, 430, 600, 610, 910, 920, 930. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 4840/2023, publicado a 21 de abril de 2023 a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente Professores dos grupos 100, 110, 200, 210, 220, 240, 250, 290, 300, 400, 410, 420, 430, 600, 610, 910, 920, 930.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

CFETVL e Municipio de Torres Vedras/Museu Municipal

Enquadramento

Reconhecendo o valor da Liberdade Individual para o exercício da Cidadania e, consequentemente, para a construção e consolidação de regimes democráticos ao longo da História, pretende-se, com esta ação de formação, discutir, aprofundar e partilhar conteúdos relevantes transversais acerca da Democracia e da Cidadania. O foco incide sobre democracias historicamente situadas, a evolução de distintas formas de participação dos cidadãos na res publica, mesmo em contextos não democráticos, bem como em processos de conquista da Liberdade, incluindo a liberdade de expressão, não esquecendo a lenta emancipação política feminina. Quando se comemoram os 50 anos do 25 de Abril, este acontecimento assume particular enfoque. Acrescente-se o sentido da ação de formação como espaço de construção de pensamento crítico, perfilhando que cabe aos docentes o papel de promotores de práticas reflexivas e atividades transversais, numa dinâmica de aproximação entre a escola e a comunidade. Neste sentido, é objetivo deste curso dotar os docentes de ferramentas facilitadoras do processo de ensino-aprendizagem, garantindo uma profícua abordagem transversal e multidisciplinar, na defesa da igualdade de direitos fundamentais, que permitem a cada cidadão ter voz e ter vez.

Objetivos

Sensibilizar os docentes para a importância dos Estudos sobre a Democracia e a Cidadania, com enfoque no contexto da história nacional e europeia; Fomentar o interesse pela investigação multi e interdisciplinar, e em particular da História Política, da Cultura e das Mentalidades, da Filosofia, da Sociologia e das Artes; Valorizar a construção da Memória e da Identidade como fatores de inclusão social, participação cidadã e de consolidação das democracias; Promover práticas de articulação horizontal a partir e com enfoque na História, na Sociologia e na Filosofia; Reforçar abordagens interdisciplinares enquanto fatores de promoção do conhecimento; Promover a igualdade de direitos para a garantia da Justiça Social (ODS16 da Agenda 2030 da ONU).

Conteúdos

1. Presos à Liberdade (documentário e discussão) 2. Democracia e populismo na Atenas do séc. V a.C. 3. Senatus, coloniae, municipia: pedidos, concessões e recusas nos Annales de Tácito 4. As Cortes de Torres Vedras e Torres Vedras em Cortes 5. Escrita, Poder e Memória: Os registos dos tabeliães torrienses 6. Os caminhos da emancipação política feminina: Olympe de Gouges, Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã (1791) e Protofeminismo 7. O exílio português no Magreb:1961-1974 8. A Correspondência Política de Manuel Tito de Morais e Francisco Ramos da Costa: memórias da oposição clandestina ao Estado Novo 9. Nas tuas mãos começa a Liberdade…” (Percurso pedonal) 10. O 25 de Abril e a revolução dos cravos, uma história social 11. O 25 de Abril através do Cinema 12. Daqui, posto de comando: o arquivo [sonoro] como instrumento de democracia 13. João Martins Pereira: o intelectual e a revolução 14. A justiça política sobre os agentes da PIDE/DGS na transição para a democracia em Portugal

Metodologias

Sessões teóricas e sessão prática (percurso pedonal - «Nas tuas mãos começa a liberdade...»

Avaliação

A avaliação dos formandos que participem em, pelo menos, 2/3 do total de horas de formação terá em conta: participação e o trabalho desenvolvido nas sessões de formação (30%) e elaboração de um relatório individual de reflexão crítica (70%)

Modelo

O modelo de relatório estará disponível na turma e será enviado por email aos formandos.

Bibliografia

Gouges, O. de. (2010). Declaração dos direitos da mulher e da cidadã. Nova Delphi.Martins, S. (2018). Exilados portugueses em Argel: A FPLN das origens à ruptura com Humberto Delgado. Edições Afrontamento.Pimentel, I. F. (2017). O caso da PIDE/DGS. Temas e Debates.Tácito, & Nobre R. (Ed.). (2022). Anais. Edições Colibri.Varela, R. (2014). História do Povo na Revolução Portuguesa: 1974-75. Bertrand Editora.

Anexo(s)

Programa da Ação de Formação


Observações

10 de maio das 13:30 às 19:30 (Auditório dos Paços do Concelho). 11 de maio às 9:30 (Largo de S. Pedro). 11 de maio das 11:00 às 12:30 (Auditório dos Paços do Concelho). 11 de maio das 15:00 às 18:00 (Auditório dos Paços do Concelho). Agradecemos que no primeiro dia da formação leve o comprovativo de pagamento em formato digital ou em papel. Para fazer o percurso pedonal, o Formando deve trazer calçado confortável, chapéu e água. Endereço para o pagamento: https://museutorresvedras.bol.pt

10 de maio das 13:30 às 19:30 (Auditório dos Paços do Concelho). 11 de maio às 9:30 (Largo de S. Pedro). 11 de maio das 11:00 às 12:30 (Auditório dos Paços do Concelho). 11 de maio das 15:00 às 18:00 (Auditório dos Paços do Concelho). Agradecemos que no primeiro dia da formação leve o comprovativo de pagamento em formato digital ou em papel. Para fazer o percurso pedonal, o Formando deve trazer calçado confortável, chapéu e água.

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 10-05-2024 (Sexta-feira) 13:30 - 19:30 6:00 Presencial
2 11-05-2024 (Sábado) 09:30 - 11:00 1:30 Presencial
3 11-05-2024 (Sábado) 11:00 - 12:30 1:30 Presencial
4 11-05-2024 (Sábado) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial

Ref. 121T1 Concluída

Registo de acreditação: xxxxxxxxxxxxxx

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 12.0 horas

Início: 06-05-2024

Fim: 10-05-2024

Regime: Presencial

Local: Local de realização

Formador

Vitor Filipe Neto Guerreiro

Dalila Maria Teixeira Milheiro

Destinatários

Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

EquaçãoDigital

Enquadramento

xxxxxxxxx

Objetivos

xxxxxxxxxx

Conteúdos

xxxxxxxxxx

Metodologias

xxxxxxxxxx

Avaliação

xxxxxxxxxx

Modelo

xxxxxxxxxx

Bibliografia

xxxxxxxxxx

Anexo(s)


Observações

observações ação xxxxxxxxxx

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 02-02-2024 (Sexta-feira) 14:28 - 15:28 1:00 Presencial
2 07-03-2024 (Quinta-feira) 14:00 - 18:00 4:00 Presencial
3 11-03-2024 (Segunda-feira) 18:00 - 20:00 2:00 Online síncrona
4 12-03-2024 (Terça-feira) 18:00 - 20:00 2:00 Online síncrona


146

Ref. 1291 Concluída

Registo de acreditação: 26

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 18-04-2024

Fim: 18-04-2024

Regime: e-learning

Local: online

Formador

Neil Raymond Mason

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014. 

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

CFETVL e Municipio de Torres Vedras

Enquadramento

A mentoria não é uma novidade no contexto da educação e tem sido implementada cada vez mais em Portugal como estratégia de acompanhamento aos alunos — tanto para os alunos que mostram dificuldades nos estudos académicos, como também na adaptação social. Ver na mentoria uma forma de apenas melhorar as notas dos alunos é não reconhecer o seu potencial holístico, nomeadamente ao nível do desenvolvimento de competências tanto no mentorando como no mentor — especialmente as competências do Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória especialmente: · relação interpessoal · raciocínio e resolução de problemas · pensamento desenvolvimento bem-estar. crítico pessoal e pensamento e autonomia criativo

Objetivos

reconhecer o seu potencial holístico, nomeadamente ao nível do desenvolvimento de competências tanto no mentorando como no mentor — especialmente as competências do Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória especialmente: · relação interpessoal · raciocínio e resolução de problemas · pensamento desenvolvimento bem-estar. crítico pessoal e pensamento e autonomia criativo.

Conteúdos

Introdução à MENTORIA em contexto educativo. Semelhanças e diferenças entre outros dispositivos de ajuda — nomeadamente tutoria / mentoria / formação / amizade / terapia Tipos de mentoria na escola: · Mentoria de pares entre alunos · Mentoria com mentores externos (ex. voluntários de outros contextos, como por exemplo universitários ou outros profissionais … exemplos de casos em Portugal). · Contextos e projetos variados de mentoria para alunos· Mentoria de pares entre docentes para formação inicial e continua de professores.

Anexo(s)

Programa da ACD


Observações

Neil Mason formou-se em Ciências da Educação da Universidade do Porto. É também pós-graduado em Mentoria e Coaching pela Universidade de Gloucestershire. É formador acreditado pelo CCPFC e dá formação acreditada em Mentoria pelo centro de formação APPI, colaborou como formador no projeto de mentoria da Universidade Lusófona. É formador e consultor em mentoria com o Centro de Investigação (CIIE, FPCEUP). É coordenador do pilar de mentoria “motivate plus” do projeto Companha de Estudo da Critical Software. E é um dos co-autores do livro “O Poder do Mentoring” publicado pelo European Mentoring & Coaching Council (EMCC Portugal). Neil é Senior Practitioner Coach & Mentor da EMCC, e coach profissional PCC da International Coaching Academy.

O número mínimo de inscrições é de 10 participantes

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 18-04-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona

Ref. 128ACD Concluída

Registo de acreditação: 23

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 10-04-2024

Fim: 10-04-2024

Regime: Presencial

Local: Auditório da Escola Secundária Henriques Nogueira

Formador

Artur Manuel Rodrigues Coelho

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014. 

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

CFETVL e Agrupamento de Escolas Henriques Nogueira

Enquadramento

A recente explosão de acessibilidade a ferramentas de geração de conteúdos utilizando Inteligência Artificial veio criar um novo desafio aos professores de todas as áreas: como a integrar, que novos potenciais e mais-valias traz ao processo educativo, que problemáticas lhe são subjacentes. O impacto destas tecnologias traz consigo alguns mitos, que condicionam as discussões sobre o seu potencial. Nesta sessão, propomos uma introdução ao campo da IA Generativa e da Realidade Virtual, abordando a sua origem e desenvolvimento. Parte-se daqui para uma exploração prática de ferramentas de cocriação com IA Generativa nos campos da imagem, vídeo, som, 3D e texto.

Objetivos

* Como integrar a Inteligência Artificial Generativa (IAG); * Divulgar os potenciais e mais-valias ao processo educativo; * Dar a conhecer as problemáticas subjacentes da IAG; * Propor uma introdução ao campo da IA Generativa e da Inteligência Virtual, abordando a sua origem e desenvolvimento; * Explorar de forma prática ferramentas de coacriação com IA Generativa nos campos da imagem, vídeo, som, 3D e texto.

Conteúdos

- Introduzir conceitos de Inteligência Artificial Generativa - Contextualizar e desmistificar a IA Generativa - Explorar práticas de uso de IA Generativa na Educação - Introdução à criação assistida por IA Generativa nos domínios da imagem, música, vídeo, 3D e texto. - Introdução à IA Generativa: origem, conceitos, problemáticas; - Aplicações educativas; - Geração de Imagem; - Geração Vídeo; - Geração Áudio; - Geração 3D.

Metodologias

Teoria e prática.

Anexo(s)

Programa ACD


Observações

* Recomendação: Os/as formandos/as devem levar Portátil, preferencialmente com a bateria carregada e router; * Formador: Artur Coelho; * Início: 16:30 às 19:30; * Local: Auditório da Escola Secundária Henriques Pereira (Sala no 1.º Andar/Piso superior ao Auditório)

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 10-04-2024 (Quarta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial

Ref. 1391 Concluída

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-117244/22

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 15.0 horas

Início: 09-04-2024

Fim: 07-05-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Sec Henriques Nogueira - sala B204 (Piso B, sala 4)

Formador

Maria da Conceição Neves Gonçalves

Destinatários

Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores do Ensino Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores do Ensino Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 4840/2023, publicado a 21 de abril de 2023 a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores do Ensino Especial.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Escolas de Torres Vedras e Lourinhã

Enquadramento

A utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação ainda é utilizada por alguns docentes de forma insipiente, quer pelas dificuldades que sentem no seu uso, quer pelo desconhecimento das suas potencialidades. Este curso visa dotar os formandos de competências e saberes que lhes permitam agilizar os procedimentos informáticos relacionados com a utilização da folha de cálculo e fornecer-lhes novas ferramentas e técnicas relacionadas com a execução das tarefas habituais na aplicação Microsoft Excel.

Objetivos

Aprender a guardar e abrir um documento de Excel. Adquirir conhecimentos básicos sobre a introdução e correção de dados. Trabalhar com referências, funções e dados. Aprender as noções básicas de formatação de uma folha de cálculo. Utilizar técnicas de deslocamento e movimentação de informação. Saber utilizar fórmulas. Conhecer os diversos tipos de gráficos. Criar e manipular gráficos. Conhecer e usar funções: Soma, Máximo, Mínimo, Média, Maior, Menor, Se e Procv entre outras. Aplicar filtros automáticos. Aplicar formatações condicionais Criar e utilizar campos de validação de dados. Preparar documentos para impressão.

Conteúdos

O que é o Excel for Windows. Introdução de Dados. Formatação e Apresentação da Folha de Cálculo. Formatação Numérica. Elaboração de Gráficos. Transferência de Informação entre Excel e o Word. Validação de dados. Impressão e Área de impressão.

Metodologias

Sessões teóricas e sessões teórico-práticas.

Avaliação

A avaliação do/a formando/a prossupõe o seguinte: - a presença em, pelo menos, 2/3 do total de horas de formação; - a participação nas sessões de formação; - a produção individual de um relatório de reflexão crítica. A avaliação a atribuir aos formandos é expressa numa classificação quantitativa na de escala de 1 a 10 valores. A escala de avaliação tem as seguintes menções: Excelente – de 9 a 10 valores; Muito Bom- de 8 a 8,9 valores; Bom – de 6,5 a 7,9 valores; Regular – de 5 a 6,4 valores; Insuficiente – de 1 a 4,9 valores.

Bibliografia

Loureiro, Henrique, Excel 2013 Macros & VBA, FCASousa, Maria José, Fundamental do Excel 2007, FCAHarvey, Greg, Excel 2016 for Dummies, John Wiley & SonsCarvalho, Adelaide, Automatização em Excel, FCAFrye, Curtis, Microsoft Excel 2016 Passo a Passo, Bookman


Observações

A Formação decorre entre as 18h30 e as 21h30.

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 09-04-2024 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
2 16-04-2024 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
3 23-04-2024 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
4 30-04-2024 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
5 07-05-2024 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial

Ref. 1271 Concluída

Registo de acreditação: 20

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 21-02-2024

Fim: 21-02-2024

Regime: Presencial

Local: Auditório da ES Henriques Nogueira

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014. 

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Escolas de Torres Vedras e Lourinhã e ESEP/eTwinning

Enquadramento

O eTwinning constitui a maior comunidade de aprendizagem na Europa, desde 2005, para os educadores e professores poderem comunicar, colaborar, desenvolver projetos e criar uma rede de contactos. É uma comunidade de escolas europeias que privilegia a troca de experiências e aprendizagem mútua entre os professores e educadores dos vários países. Esta ação visa dar a conhecer a plataforma eTwinning e permitirá explorar possibilidades do trabalho de projeto e do trabalho cooperativo e colaborativo, tão necessários para colocar em prática o preconizado no "Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória".

Objetivos

Esta ACD pretende também apresentar projetos de etwinners e inspirar os educadores e professores para que integrem o eTwinning no currículo, usando metodologias ativas, com recurso ao digital, a fim de envolver os alunos na construção de conhecimento de um modo mais envolvente e atrativo, e oferecendo-lhes a oportunidade de desenvolver uma cidadania europeia.

Conteúdos

- Descobrir a ESEP e o eTwinning. - Funcionalidades da plataforma. - Partilha de projetos eTwinning: potencialidades pedagógicas e impacto dos projetos eTwinning.